A necessidade de uma voz que clame!

O livro de Gênesis afirma que quando o homem pecou e se "escondeu" de Deus uma voz ecoou pelo jardim do Éden: "Adão onde estás?". Ao longo da história da humanidade, Deus continuou levantando homens que clamassem denunciando o pecado, denunciando os males sociais, alertando o seu povo contra os perigos do pecado e as astutas ciladas do diabo.
Deus levantou Noé e este foi chamado de “pregoeiro da justiça”. Durante cento e vinte anos sua voz ecoou anunciando o dilúvio. Quando a inundação chegou, ele e sua família foram salvos, ficando Noé conhecido como herdeiro da justiça (Hb 11.7).
Em meio à opressão egípcia após quatrocentos anos de sofrimento, Deus levantou Moisés para clamar contra aquela escravidão. Os que ouviram a voz de Moisés saíram da escravidão para celebrarem uma festa no deserto.
Durante o período dos reis de Israel o Senhor levantou o profeta Elias para denunciar os pecados de Acabe e sua mulher Jezabel que afastavam o povo dos caminhos do Senhor. Quando Elias pensou que estava sozinho Deus lhe informou que havia reservado sete mil que não dobraram os joelhos a Baal e o profeta Obadias também escondera cem profetas e os sustentara a pão e água, (1 Re 18.4) pois era necessário que alguém clamasse contra os pecados e Acabe e denunciasse as injustiças de Jesabel.
Vários profetas foram levantados por Deus para levarem a sua mensagem, como o Homem de Deus que veio a Betel e clamou contra o altar edificado por Jeroboão: “E o homem clamou contra o altar, por ordem do Senhor, dizendo: Altar, altar! assim diz o Senhor: Eis que um filho nascerá à casa de Davi, cujo nome será Josias; e qual sacrificará sobre ti os sacerdotes dos altos que sobre ti queimam incenso, e ossos de homens se queimarão sobre ti.” .
Antes que Jesus iniciasse o seu ministério, João Batista apareceu pregando no deserto e apesar do auditório não ser muito confortável, as multidões o procuravam para ouvir a Palavra de Deus. Ao ser interrgado pelos sacerdotes e levitas que perguntavam “Quem és tu?”, ele afirma: “Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaías.”(Jo 1.19-23)
Os tempos mudaram e os meios de comunicação também, a ciência se multiplicou cumprindo-se a profecia de Daniel. Hoje temos meios avançados de comunicação e estes meios precisam ser explorados pelos profetas do século XXI para denunciar o pecado e anunciar o Evangelho do Senhor Jesus Cristo, proclamando-o como Senhor e salvador da humanidade.
O propósito deste Blog é colocar a minha voz à disposição do Espírito Santo para clamar aos internautas, blogueiros e navegadores em geral a mensagem de Deus para esta geração corrompida.
João Batista clamava no deserto. João Neres deseja clamar na rede mundial de computadores. E como um profeta desta geração anunciar: “Eu sou a voz do que clama na internet: Endireitai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaías.”

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CRENTES COM ENXÚNDIAS NAS ILHARGAS

Três recomendações acerca dos pastores

FARISEUS DE ONTEM E DE HOJE, Do Sinédrio à CGADB