RELIGIOSOS QUERENDO MATAR E ÍMPIOS QUERENDO AJUDAR


Após completar a sua terceira viagem missionária, o apóstolo Paulo foi preso no templo em Jerusalém. (At 21). Nesse momento enquanto os religiosos queriam matá-lo, entre em cena um Tribuno chamado Cláudio Lísias (At 21.31, 32). Seus soldados tiverem que carregar Paulo para que a multidão incitada pelos membros do Sinédrio não o matasse (At 21.36).    
O Tribuno que tem um Status de um General (Um Tribuno geralmente comandava uma legião) simpatiza com Paulo e deixa-o discursar, mas não adianta discursar pra quem não quer ouvir a verdade e mais uma vez pediram a sua morte (At 22.23). Num ato político, para acalmar os ânimos o T4ribuno mandou açoitá-lo. Quando Paulo diz que é cidadão Romano, até o Tribuno temeu. (At 22.29)
A fim de cumprir todas as instâncias legais, Paulo é levado perante o Sinédrio e quando afirma que é Fariseu o plenário é dividido e mais uma vez o Tribuno entra em cena “Temendo que Paulo fosse despedaçado” (At 23.10) e o conduz a uma Fortaleza.
Enquanto Paulo estava na Fortaleza cerca de 40 judeus radicais (Estado Judaizante), em comum acordo com os principais dos sacerdotes fazem um juramento que não comerão até matar Paulo. Mais uma vez o Tribuno é acionado e manda preparar 470 homens, sendo 200 soldados, 70 cavaleiros e 200 lanceiros para conduzir Paulo a Cesaréia (At 23.23). O mesmo escreveu uma carta apresentando Paulo ao Governador Félix e afirmando no texto que o judeus “armaram ciladas” contra ele.
Após comparecer perante o Governador Félix, Paulo comparece perante Festo e nesse momento os Líderes judeus já estavam lá com diversas acusações. (At 25.8). Neste momento de aflição, percebendo que os seus irmãos queriam matá-lo, Paulo sabiamente diz “APELO PARA CÉSAR” (At 25.11)
Podemos perceber que Paulo esgotou todas as instâncias legais, mas percebendo que os líderes judeus e membros do Sinédrio só queriam a sua morte, apelou para a instância maior.
            É errado recorrer à justiça? CLARO QUE NÃO!
            ERRADO É SER CONIVENTE COM O ERRO!
Qualquer semelhança com o processo eleitoral CGADB-2017 não será mera coincidência, pois os religiosos que se dizem santos, são os mesmos que direta um indiretamente são responsáveis por inscrições fraudulentas, inscrições de mortos e inscrições em lote, contrariando o Estatuto, Regimento Interno e as normas estabelecidas para o processo eleitoral.
            Que Deus continue levantando “Cláudios Lísias” no século XXI, pois se a nossa Justiça não exceder a dos Escribas e fariseus, de modo nenhum entraremos no Reino dos Céus (Mt 5.20)
Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a potestade? Faze o bem, e terás louvor dela. Romanos 13:3

Vosso Conservo,
Pr. João Neres

(AD West Church Mission RJ)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CRENTES COM ENXÚNDIAS NAS ILHARGAS

Três recomendações acerca dos pastores

A HISTÓRIA DAS ORAÇÕES QUE MUDARAM A HISTÓRIA